Tratar a Rinite Alérgica com Acupuntura

Tratar a Rinite Alérgica com Acupuntura

Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa


Na Medicina Tradicional Chinesa (MTC), o corpo é composto por uma rede de caminhos de energia conhecida como "meridianos". Os doze meridianos ajudam a manter um equilíbrio de Yin (substâncias que nutrem o corpo, como o sangue e fluidos corporais) e Yang (relacionados com a actividade e função) dentro do corpo. 


Quando Qi (energia vital) e Xue (sangue) fluem livremente através dos meridianos, o organismo funciona na perfeição. No entanto, se um caminho de energia está obstruído, a função do seu órgão correspondente também será afectada: o yin e o yang do organismo entrará em desequilíbrio e consequentemente todo o organismo.

A acupuntura estimula pontos específicos do corpo ao longo dos meridianos. Funciona através da remoção de bloqueios de energia nos meridianos e regula o fluxo geral de energia para que o organismo possa retornar o estado de equilíbrio e saúde.

No caso da rinite alérgica, o bloqueio energético situa-se no meridiano do pulmão, para o qual o nariz é considerado uma extensão. Sob condições normais, os pulmões podem controlar a respiração e garantir que se respira livremente através do nariz e com um sentido do olfacto. No MTC, os pulmões são também responsáveis ​​pela dispersão da energia por todo o corpo e para a prevenção de factores patogénicos de invadirem o organismo.

De acordo com o MTC, a rinite alérgica é devida a uma invasão externa de calor ou frio e vento com uma deficiência de Qi pulmonar subjacente que, em alguns casos, é ainda mais complicada pela deficiência do Baço ou Rim.

Deficiência do Qi Pulmão 
Deficiência dos pulmões pode ser atribuído à genética, doença pulmonar crónica e exercício excessivo ou insuficiente. O Qi do Pulmão é mais afectado por emoções de tristeza. Na MTC, as pessoas com deficiência de Qi do Pulmão também podem sofrer de uma deficiência de Qi Defensivo (Wei Qi) e, assim, serem susceptíveis a vento externo. Os sintomas típicos incluem fadiga física e mental, apatia, sudorese com esforço mínimo, e facilidade em se constipar.

Deficiência do Qi Baço
Na MTC, o funcionamento do Baço é prejudicado pelo excesso de pensamentos, maus hábitos alimentares e consumo de alimentos que contribuem para a "humidade" e "catarro" dentro do corpo. Alimentos que podem agravar o sistema digestivo são as gorduras, fritos, alimentos picantes e frios, bem como os doces, lacticínios e álcool. 


Deficiência de Rim 
A deficiência dos rins pode ser devida a condições hereditárias, doenças crónicas, envelhecimento, excesso de trabalho e um susto repentino. Nos casos em que a doença é genética, as condições alérgicas começam geralmente durante a infância. Uma vez que os rins na MTC são a fonte de todos os Qi (Qi Primordial) dentro do organismo, uma deficiência dos rins também pode perturbar o funcionamento do pulmão do Qi Defensivo (que vem do Qi Primordial). Esta condição ocorre frequentemente em pessoas que têm uma condição de asma ou eczema, e pode surgir a partir de uma das síndromes anteriormente discutidas.


Tratamento:

O tempo ideal para o tratamento da rinite alérgica sazonal com a acupuntura é pelo menos um mês antes da altura em que os sintomas começam normalmente. Enquanto alguns pacientes podem sentir um alívio imediato após apenas alguns tratamentos, seis a dez tratamentos, uma vez por semana é normalmente necessário para tratar doenças agudas. As condições crónicas podem requerer um tratamento adicional.

Para o alívio temporário da congestão nasal e coceira, alguns pontos de acupuntura comuns podem ser massajados por alguns minutos, várias vezes ao dia com as pontas dos dedos: Yintang (localizado entre as sobrancelhas), Yinxiang ou LI 20 (localizada no sulco naso-labial adjacente ao narinas), e, finalmente, Hegu ou LI4, (localizado na parte de trás da mão entre o polegar e o dedo indicador).




Ficou com alguma dúvida?
Coloque-a através dos seguintes contactos:


  • wcanavarro@gmail.com
  • Formulário de contacto (aqui)







"Uma longa jornada começa com um único passo" Lao Tsé